Harvard Business Press – Motivação de Colaboradores

“Porque é que eu não consigo motivar os meus colaboradores?”

Frederick Herzberg explora este tema de forma muito interessante no seu artigo “ Mais uma vez, como motivar funcionários”. 

Há dias frequentei uma formação de Recursos Humanos. Estavam presentes alguns profissionais da área e alguns indivíduos que procuram aprender mais sobre o tema. Cada modalidade que se colocava em cima da mesa trazia um murmúrio constante: “ Quem me dera que fosse assim na minha empresa”, “ Na minha empresa isto não acontece”, “ Isto é impossível”, “ O meu chefe nunca aceitaria isto”. 

Concluindo. 90% das pessoas que estavam na sala estavam descontentes, desmotivadas e tóxicas nas suas organizações.

O que está a acontecer nas Organizações Portuguesas?

Porque é que todas as pessoas querem mudar de trabalho?

Como é que se motivam as pessoas, para que se sintam bem e comprometidas com as organizações?

Como se acaba com os murmúrios de fundo de sala, de cafés, de restaurantes e de vidas?

Frederick refere que as pessoas necessitam de um INCENTIVO EXTRÍNSECO:

  • Recarregar baterias – Dar um dia de férias.
  • Enriquecer o seu trabalho – Enaltecer a importância de cada colaborador.
  • Aumentar a responsabilidade – Dar uma equipa para gerir.
  • Comunicar mais sobre as decisões da empresa – Envolver.
  • Tarefas novas – Obrigar a pensar fora da caixa. 
  • Sair da zona de conforto

Ou seja, no fundo estamos a falar de criar desconforto positivo e de agitar a vida das pessoas que trabalham connosco. 

Vamos fazer acontecer?

Conte-me a sua experiência e que estratégias utiliza para aumentar a motivação dos seus colaboradores.

6

Adriana Silva

Sou a Adriana Silva.

Sou Licenciada em Relações Humanas e Comunicação Organizacional e Mestre em Marketing Relacional.

Comments

  1. Daniel Candeias

    Olá Adriana, excelente tema. Fiz agora um trabalho de fim de curso de Gestão Comercial na Católica Business School, onde referi este mesmo tema. Sem dúvida para mim que cada vez mais, os incentivos NÃO monetários devem fazer parte da listagem da “fonte” de entusiasmo, compromisso e motivação, claro, das empresas para os seus colaboradores. Concordo plenamente contigo. Por exemplo eu, procuro essa “felicidade” e não mais rendimentos financeiros. Excelente tema!

    1
    • Adriana Silva

      Olá Daniel.
      Obrigada pela tua partilha.
      Creio que o problema das organizações é não estarem todas alinhadas.
      Algumas empresas não valorizam de nenhuma forma o seu bem mais precioso (os colaboradores).
      Outras ainda não abriram “as suas mentes” para este novo panorama, onde as pessoas começam a necessitar de muito mais do que apenas a estabilidade financeira.
      Obrigada.

      1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *