Testes Psicotécnicos.

Qual a utilidade dos Testes Psicotécnicos na Atualidade? São bem utilizados?

Qual a sua utilidade? São bem utilizados pelos profissionais?

Uma das leitoras do meu blogue confrontou-me com uma situação que se passou com ela, como candidata. Para um determinado perfil, foram-lhe aplicados testes descontextualizados da sua àrea de atuação.

Confesso que sou um pouco leiga no assunto. Já apliquei testes psicotécnicos mas não “oficialmente”, isto porque os mesmos devem ser aplicados por profissionais certificados na área da Psicologia, de forma a que a sua interpretação seja o mais correcta possível. 

Os testes com base em psicologia são uma ferramenta interessante para o recrutador conhecer o candidato, no sentido em que percebe como ele reage em certas situações. Ou seja, servem para construir melhor a personalidade que temos à nossa frente e compreender a sua forma de estar e agir em certas situações. Isto é importante para avaliar um candidato, mas não pode ser determinante. 

O que acontece muitas vezes é que o profissional que está a aplicar os testes não percebe a sua utilidade e utiliza erradamente os mesmos, para perfis que não se enquadram. Um bom técnico tem de compreender a adaptabilidade dos testes e para que perfis se pretendem tirar elações. E isso jamais pode ser conclusivo e único na avaliação de um candidato. 

Conheço alguns outros testes mais técnicos de Destreza Manual que são essenciais para funções que impliquem a existência de uma destreza manual muito minuciosa. Compreendo a necessidade destes testes e aceito-a porque efectivamente o colaborador pode ser óptimo numa vertente pessoal e de personalidade, no entanto a nível físico não apresenta a destreza que é pretendida para a execução do seu trabalho. Isso não me impede de avaliar o candidato para outros perfis.

Confesso que decidi pesquisar um pouco mais sobre o que é feito na atualidade e perceber se os atuais Headhunters estão a utilizar os testes psicotécnicos para avaliar os seus candidatos, no nosso Google existem uma série deles.

Espero poder ouvir a sua opinião desse lado e compreender se está a utilizar Testes Psicotécnicos e se os meus são muito úteis para a avaliação final do seu candidato.

Conheça como pode dominar testes psicotécnicos neste livro.

Explore outras vertentes do bom e mau recrutamento aqui.

0

Adriana Silva

Sou a Adriana Silva.

Sou Licenciada em Relações Humanas e Comunicação Organizacional e Mestre em Marketing Relacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *